quinta-feira

Tenho fases como a Lua....


Lua adversa
Tenho fases, como a lua
Fases de andar escondida,
fases de vir para a rua...
Perdição da minha vida!
Perdição da vida minha!
Tenho fases de ser tua,
tenho outras de ser sozinha

Fases que vão e que vêm,
no secreto calendário
que um astrólogo arbitrário
inventou para meu uso.

E roda a melancolia
seu interminável fuso!
Não me encontro com ninguém
(tenho fases, como a lua...)
No dia de alguém ser meu
não é dia de eu ser sua...
E, quando chega esse dia,
o outro desapareceu...

Cecília Meireles
(1901-1964)

Querendo sair da Lua Nova que a Vida me apresentou...ainda sem brilho...ainda  escuridão...
Mas logo estarei  Crescente...demora um pouco...
Beijos e Bênçãos da Grande Mãe, sempre !

4 comentários:

Elaine disse...

Que poema lindo, que foto! você arrasou!

Abraços,

Elaine

Menina no Sotão disse...

Amo esse poema, é como se ele tivesse sido escrito pra mim. Viva a prentensão. rs
Minha cara, eu sou tão lua nova, negra, minguante que qdo a escuridão me abraça eu faço pão, leio versos e escrevo com mais intensidade.
Mas sei do que falas e daqui, torço pra que o sol brilhe e ilumine seus passos. bacio

ESpeCiaLmente GaSPaS disse...

Que poema bonito :))

heloisa de mesquita inoue disse...

Nada melhor que a lua para nos representar tão bem!... Neste momento, sou lua cheia... e ela está tão radiante! Todos os dias a vejo da minha janela, não sei quem está contagiando quem... eu, ou a lua! Boa semana para você!