quinta-feira

Isto também passa...!


Recebi esta linda História e compartilho com  muito carinho:
Num tempo em que se perde na poeira da memória, havia um homem muito rico cujo desejo maior era dar de presente a seu rei - por quem nutria uma admiração profunda por suas qualidades pessoais - algo de que fosse importante, valioso, digno de um rei, e que pudesse representar todo esse seu sentimento .

Após pensar durante um longo tempo, e sem nada decidir, resolveu o rico súdito correr o mundo a procura de pessoas sábias que pudessem ajudá-lo a escolher o real presente, uma vez que no reino onde morava nada havia conseguido.

Andou, procurou, perguntou, conversou com todos os homens e mulheres sábias dos lugares por onde peregrinou , mas sem qualquer sucesso. As sugestões que lhes eram dadas - por mais pomposas ou originais que fossem - não satisfaziam seus anseios,e nem estavam `a altura da soberana figura. Uma grande tristeza começou a abatê-lo.

O desânimo e a desesperança tomavam conta de seu coração envelhecido e cansado pela busca inútil. Decidido a desistir e retornar a seu país, um dia foi supreendido pela notícia de que ainda havia um sábio muito velhinho e solitário que se recolhera no alto de uma montanha distante, mas que ainda não havia sido por ele consultado.

Com ânimo recobrado meteu-se o rico homem pelos caminhos mais árduos em busca do tal eremita. "Quem sabe finalmente obtenho a tão procurada resposta" pensava ele enquanto enfrentava toda sorte de desafios para alcançar o cume da referida montanha.

Depois de muito caminhar e subir chegou finalmente à choupana onde vivia o tal eremita, que para sua surpresa falou-lhe com voz doce e calma :" Há algum tempo esperava por ti.Tenho a solução para a tua dúvida: deves dar a teu rei um anel."

Neste momento homem explodiu com grande indignação: " Depois de correr o mundo , falar com inúmeros sábios e sábias, ouvir as mais incríveis sugestões, percorrer este caminho árduo e íngrime, o senhor me diz que devo dar um anel para o meu rei ? Ele deve ter milhares de anéis, e não me daria ao trabalho de ofertar-lhe ainda mais um ...!" E continuou a despejar toda a sua ira e decepção.Falava, falava a mais não poder, enquanto o eremita calado olhava-o com calma e doçura...Até que silenciou-se.

O velho sábio então voltou-se para ele e disse, com o mesmo tom calmo e compreensivo: " Compreendo teus sentimentos, mas devo  dizer-te  que este é um anel muito diferente, ...especial ! No seu interior  deverás mandar gravar a seguinte inscrição "ISTO TAMBÉM PASSA..."

O rico homem nada entendeu, e o sábio continuou : Em época de bonança, fartura, paz e grandes alegrias o Rei poderá olhar para o anel e lembrar-se que nem sempre as coisas se manterão assim, e será cauteloso, previdente. E em épocas de guerras, doenças, grande tristeza e desamparo ele não irá de deixar abater , pois olhará para o anel e se lembrará que ISTO TAMBÉM PASSA... O rico homem , sem nada dizer, abraçou o ancião em sinal de agradecimento, e partiu.


Obrigada Amiga Encantadora de Histórias e de Gentes !
Que a Grande Mãe derrame suas Bênçãos sobre você e sobre as pessoas que quer bem.

3 comentários:

ESpeCiaLmente GaSPaS disse...

É bem verdade....

Elaine disse...

É especial sabermos disso quando lemos nesta fábula. Isso nos dá um consolo: saber que tudo passa.

Bençãos de tranquilidade,

Elaine

heloisa de mesquita inoue disse...

Feliz Pascoa! Beijos!